Transportar con sangre drones

Geral

Written by:

Este curioso método de transporte melhorará a cuidados de saúde, em locais como África

Este curioso método de transporte melhorará a cuidados de saúde, em locais como África

Há sítios no mundo que é extremamente difícil acesso. No entanto, os drones têm muito mais fácil, então, por que não usar esta tecnologia para levar pequenas mercadorias clínicas e melhorar a saúde dos moradores?
Esta idéia veio quando um grupo de pesquisadores da Universidade Médica da universidade Johns Hopkins descobriu que as amostras de sangue humano se mantiveram estáveis ao ser transportadas pelo ar. Estimam que esse método de entrega daria a milhões de pessoas de áreas rurais e economicamente pobres melhor acesso a tratamentos e diagnósticos.
“Com a chegada dos aviões não tripulados baratos era evidente que poderiam ser utilizados para ampliar o alcance de cuidados de saúde”, diz Timothy Amukele, principal autor da pesquisa. Embora ainda tinham que responder a uma questão básica: como poderia a viagem deteriorar as amostras de sangue, vacinas e medicamentos?
Quando o drone decola você tem que jogá-lo muito forte no ar, enquanto que quando chega choca com o chão. Estes produtos são muito delicados e podem sofrer algum tipo de dano com estes movimentos.
Para verificar sua resistência, os investigadores recolheram seis amostras de sangue de 56 voluntários do Hospital Johns Hopkins. Metade delas foram transportados por terra e a outra metade por ar.
Quando foram devolvidas ao laboratório analisaram e descobriram que estavam em perfeitas condições. Perante este resultado, Amukele se sente muito estimulado e reconhece que já pensa na próxima etapa do estudo. “Agora, podemos testá-lo com pacientes reais, utilizando amostras reais e em ambientes reais. Esse é o próximo grande obstáculo”, acrescenta.
Os pesquisadores ainda têm que pensar em como você pode pedir um drone, onde aterrissa e como ser empacotados as amostras. “Essas perguntas não valiam a pena, até que soubéssemos que o sangue se manteve estável em vôo. Agora podemos começar a responder a todas as questões”, diz Amukele. “Sinto que temos inventado o carro antes que a rede de estradas”, observa.
Tags: drone, medicamentos, sangue e vacinas.

Comments are closed.