Como vender ou comprar um carro usado – Documentos e Obrigações

Uncategorized

Written by:

Veículos usados para venda diretamente do proprietário são anunciados na seção classificada de sites jornais e outros. Mas o processo de compra para sair tudo dentro dos conformes precisa ser revisado muitas vezes tanto pelo comprador como o vendedor.. O principal erro dos compradores é não se certificar se está com todas as despesas pagas, como o IPVA MA 2020, Seguro Obrigatório e se não tem multas que constam no Renavam antes de passar o nome no cartório.

Para buscar o seu carro usado poderá usar sites de vendas como os abaixo:

Documentos

São necessários dois documentos para transferir a propriedade de um veículo:

A Vehicle License Document (Certificado de Licenciamento do veículo – CRLV).
Documento de matrícula de um veículo (Certificado de Registro do veículo – CRV).
O documento de Registo CRV detalha o proprietário registado atual e seu endereço, a marca do veículo, modelo, cor e capacidade do motor. Este documento também contém um documento de transferência destacável (Documento de transferência) em duas partes.

Nota: O CRV nunca deve ser mantido no carro e em cacso de perda poderá ser emitido no Detran. 

A licença CRLV é mantida no veículo em todos os momentos e prova que todos os impostos (IPVA) são pagos e atualizados. Também prova que não há multas por excesso de velocidade ou estacionamento.

O comprador e o vendedor assinam as duas partes separadas do documento de transferência da CRV e conservam a sua parte. A assinatura do comprador terá de ser autenticada (reconhecer firma) num cartorio. Há também um espaço no documento de transferência para anotar o preço do carro.

O vendedor mantém o documento de licença CRLV; um novo CRLV em nome do comprador vai chegar através do post Depois de terem completado os passos abaixo. O CRLV do vendedor já não é válido.

Obrigações do vendedor

O vendedor deve apresentar a prova do documento de transferência ao seu Serviço Nacional de transportes (DETRAN) no prazo de trinta dias. Isto deve ser feito pessoalmente e não pode ser enviado pelo correio. Se não o fizer, o vendedor será responsável por quaisquer ofensas cometidas pelo novo proprietário.

Obrigações do comprador

O comprador ou a pessoa autorizada a agir em nome do comprador, por exemplo um parente ou despachante (facilitador administrativo), deve fazer o seguinte:

  • Visite uma sucursal de Bradesco, Itau, BBV, Banco Real, Sudameris ou Nossa Caixa (há uma sucursal de Nossa Caixa no piso térreo do edifício Mirim no São Paulo DETRAN) e apresente o documento de transferência
  • Pagar quaisquer penalidades pendentes, multas e impostos rodoviários, tais como DPVAT e IPVA
  • Pagar uma taxa administrativa. O banco emite ao comprador um recibo (a Autenticação Digital). Esta é uma prova de que não existem encargos pendentes relativos ao veículo

O comprador leva este documento para a Seção da sessão de pronúncia do escritório local DETRAN, com os seguintes documentos:

  • CRV (com o documento de transferência preenchido, datado e assinado)
  • Número individual do contribuinte (Cadastro de Pessoa Física-CPF), número de identificação do estrangeiro (Registro Nacional de Estrangeiro-RNE) ou carta de condução
  • Prova de endereço (conta de utilidade pública)

Ao comprador é dado um formulário para preencher e retornar ao funcionário em serviço. O processo de transferência está agora completo, e um novo documento de registro é enviado para o endereço registrado do novo proprietário.

A não conclusão do processo dentro de trinta dias resultará em uma penalização de cinco pontos na carta de condução do comprador e uma multa.

Comments are closed.